Meu terceiro – e último – dia em Milão

Informações Práticas:

Hospedagem: Hotel Milan Central Flat – Via Giovanni Schiaparelli, a 5 minutos de caminhada da Estação Central de Milão. O apartamento é aconchegante e perfeito para uma estadia na cidade. E o melhor: é próximo das atrações turísticas!

Quanto gastei no dia? 81,75 Euros (37,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 75 Euros, dividida por dois viajantes; 18 Euros com as atrações turísticas; 26,25 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10): Ao se depara com o majestoso Duomo da cidade, é impossível não dar 10 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post: Informações e atrações de Milão

Roteiro do dia: Clique AQUI para ver o mapa no Google com o meu roteiro do dia!

Um dia especial! O motivo? Eu visitaria a Última Ceia, de Leonardo da Vinci. Mudei o meu roteiro devido aos imprevistos para comprar o ingresso pela internet. Só havia vagas para esse dia. E já aviso: Não adianta querer comprar ingresso no dia, pois é impossível. Veja como comprar o ingresso no post Informações e Atrações de Milão.

Continuar lendo

Anúncios

Meu segundo dia em Milão

Informações Práticas:

Hospedagem: Hotel Milan Central Flat – Via Giovanni Schiaparelli, a 5 minutos de caminhada da Estação Central de Milão. O apartamento é aconchegante e perfeito para uma estadia na cidade. E o melhor: é próximo das atrações turísticas!

Quanto gastei no dia? 107,95 Euros (37,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 75 Euros, dividida por dois viajantes; 21 Euros com as atrações turísticas; 49,45 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10): Ao se depara com o majestoso Duomo da cidade, é impossível não dar 10 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post: Informações e atrações de Milão

Roteiro do dia: Clique AQUI para ver o mapa no Google com o meu roteiro do dia!

Antes do despertador tocar, eu já estava correndo pelo flat. De acordo com as minhas pesquisas e as dicas da Ivy, para chegar ao Duomo de Milão – meu primeiro objetivo do dia – levaria quinze minutos de caminhada. Montei minha mochila com água, protetor solar, mapas e câmera fotográfica e comecei – finalmente – minha viagem. Como era domingo, preferi andar pelas ruas da cidade para conhecer as charmosas ruas e vielas. De repente, a rua terminou em uma grande praça… Cheguei ao Duomo!

21

O sol nascendo atrás do Duomo.

Continuar lendo

Meu primeiro dia em Milão

Informações Práticas:

Hospedagem: Hotel Milan Central Flat – Via Giovanni Schiaparelli, a 5 minutos de caminhada da Estação Central de Milão. O apartamento é aconchegante e perfeito para uma estadia na cidade. E o melhor: é próximo das atrações turísticas!

Quanto gastei no dia? 69,80 Euros (7,5 Euros – passagem Malpensa Shuttle; 37,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 75 Euros, dividida por dois viajantes; 24,80 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10): Ao se deparar com o majestoso Duomo da cidade, é impossível não dar 10 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post Informações e atrações de Milão

Finalmente, depois de muita pesquisa, planejamento e uma espera que parecia de “anos”, o dia da minha viagem para a Itália chegou. A ansiedade era enorme, como a fila para o check-in da TAM. Não preciso dizer que cheguei com muita antecedência ao aeroporto, não é mesmo? Isso é regra para qualquer viagem internacional. O meu trajeto: Curitiba – Rio de Janeiro (TAM), Rio de Janeiro – Madrid (IBERIA) e Madrid – Milão (IBERIA). As malas foram diretamente para o destino final, ponto que eu perguntei e confirmei diversas vezes com a a tendente.

Continuar lendo

EXPO2015 – O mundo se encontra em Milão!

Expo2015

Com a participação de mais de 140 países e organizações internacionais –  a cidade de Milão vai estar em grande evidência a partir do dia 1° de Maio 2015 até 31 de Outubro de 2015 pois será a anfitriã da Exposição Universal de 2015 – www.expo2015.org/it.

O tema proposto é Nutrir o planeta: Energia para a vida. Continuar lendo

Informações e Atrações de Milão

Milão é uma imensa controvérsia entre os turistas. Alguns elogiam a cidade em todos os seus aspectos. Outros afirmam que ela não possui muitas atrações, já que não tem a grande história de Roma, a singularidade de Veneza ou a imensa riqueza cultural de Florença (as três cidades que considero a tríade italiana). Em minha opinião, cada um sabe o que deseja conhecer e o que fazer em suas viagens. E eu queria conhecer Milano (Milão, em italiano)… E não me arrependi! Localizado na parte ocidental da região da Lombardia, na planície Padana, é limitado pelos rios Ticino a oeste, Adda a leste, Pó ao sul e pelo Lago di Como e a fronteira com a Suíça ao norte.

Considerada uma das capitais mais famosas da moda e do design, a cidade foi assolada pela Peste Negra e teve boa parte da sua população devastada. Mesmo com esse grande infortúnio, a sua recuperação foi rápida e esplêndida. Fundada por um povo celta, passou pelos romanos, espanhóis e austríacos até que, em 1796, foi conquistada por Napoleão – coroado no Duomo – que fez da cidade a capital do seu reino na Itália. Mais uma tragédia: durante a Segunda Guerra, Milão sofreu diversos bombardeios, que destruíram grande parte das suas construções. Recuperada mais uma vez, atingiu seu ápice nos anos 50 e 60, período caracterizado como o “milagre econômico”. Continuar lendo