Meu dia em Turim

Informações Práticas:

Hospedagem: Hotel Milan Central Flat – Via Giovanni Schiaparelli, a 5 minutos de caminhada da Estação Central de Milão. O apartamento é aconchegante e perfeito para uma estadia na cidade. E o melhor: é próximo das atrações turísticas!

Quanto gastei no dia? 108,30 Euros (37,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 75 Euros, dividida por dois viajantes; 26 Euros com as passagens de trem compradas antecipadamente; 20,50 Euros com as atrações turísticas; 24,30 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10): Ao se depara com o majestoso Duomo da cidade, é impossível não dar 10 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post: Informações e atrações de Turim

Roteiro do dia: Clique AQUI para ver o mapa no Google do meu roteiro do dia!

A viagem de Milão a Turim foi ótima! O trem era Eurostar e, como comprei antecipadamente as passagens no site da Trenitalia, paguei 1/3 do valor da passagem, o que deixa a viagem ainda melhor. A diferença do trem: rápido, silencioso e com ar condicionado. Perder tempo em deslocamento significa menos tempo na cidade e uma opção mais rápida sempre é vantajosa.

O controlador passou e pediu os bilhetes. Entreguei o voucher impresso e ele anotou um código no celular, entregou a folha e seguiu pelo vagão. Ao comprar os bilhetes pela internet ainda no Brasil, você recebe automaticamente o voucher no seu email. Não é necessário trocá-lo pelo bilhete. Mas não esqueça de imprimir e levá-lo! Algumas pessoas, por praticidade, mostram o voucher pelo celular. Prefiro levar tudo impresso por garantia.

Para ver as atrações da cidade, veja o post Informações e atrações de Turim.

O primeiro objetivo do roteiro era o Museu Egydio . A cidade estava completamente repleta de bandeiras italianas em todas as casas, construções e prédios em homenagem à Comemoração dos 150 anos da Unificação Italiana, o que deixou Turim extremamente colorida e charmosa.

Não é difícil encontrar o museu, principalmente pelas duas enormes estátuas egípcias na porta. Desde criança sou apaixonado por História Antiga e, evidentemente, pelo Egito. No museu, há múmias, um livro dos mortos completo, adereços, sarcófagos, estátuas, etc, uma verdadeira viagem no tempo. Depois do Museu do Cairo, o Museu Egydio de Turim é o mais importante do mundo referente à cultura egípcia e é indispensável visitá-lo.

1

2

Como o roteiro do dia seria muito extenso, optei por ver apenas por fora o Palazzo Carignano, o Palazzao Madama e o Palazzo Real. Infelizmente, como a cidade oferece muitas atrações, fui obrigado a escolher as que realmente eu poderia visitar sem pressa. Mas somente a vista por fora das construções é para deixar qualquer um deslumbrado com a arquitetura.

9

Palazzo Carignano

Palazzo Madama

Palazzo Madama

Palácio Real

Palácio Real

O Duomo de Turim pode não impressionar como o de Milão, mas ao lado direito encontra-se a Capella della Sacra Sidone – Capela do Santo Sudário, que contém uma das relíquias religiosas mais famosas e polêmicas da história mundial: o Sudário de Turim, como o Santo Sudário é popularmente conhecido, ou Sacra Sindone, é um pedaço de pano de linho que dizem ter sido colocado sobre o corpo de Jesus Cristo após a sua crucificação. Raramente é exibido ao público.

O Duomo de Turim

O Duomo de Turim

Em uma cidade de grande valor histórico e turístico, não poderia faltar um museu de artes fantástico. A Galleria Sabauda, uma grata surpresa ao visitá-la, cumpre o quesito com louvor. É o principal acervo de pinturas da cidade e foi fundada em 1832 por Charles Alberto, que iniciou o museu com  365 pinturas. A Galleria preserva as coleções do palácio real com as pinturas da galeria de fotos de duques e reis da Savoy. Mais uma atração que você deve inserir em seu roteiro.

Após sair da Galleria, encontrei algo muito comum no Brasil: uma feira ao ar livre. A quantidade e a variedade de produtos era imensa, como frutas, verduras, eletrônicos, roupas, etc, e, ao lado da feira, encontra-se o Mercado di Porta Palazzo, o mercado municipal da cidade, com pães variados, queijos maravilhosos e carnes exóticas, como coelho e cérebro de boi,.

Feira de Turim

Feira de Turim

Cérebro de boi

Cérebro de boi

No mercado, comprei um pedaço de pizza de funghi porccini que custou apenas dois euros e foi uma das melhores pizzas que comi na Itália. Um lanche maravilhoso! Ao sair do mercado, a feira já estava sendo retirada. As barracas mais disputadas eram as de bolsas falsificadas. Era possível encontrar uma Louis Vuitton por apenas cinquenta euros.

Turim possui algumas ruínas romanas e, como estava próxima ao mercado, visitei a Porta Palatina – porta de entrada para a cidade romana Augusta Taurinum, fundada pelos romanos em 28 a.C. A construção está muito bem conservada, inclusive com uma belíssima estátua romana.

Porta Palatina

Porta Palatina

Próxima parada: Mole Antonelliana, a torre símbolo da cidade, que abriga o Museu do Cinema. O museu é muito interessante, com diversos ambientes com temas cinematográficos. Há roteiros originais de filmes, figurinos, máscaras, peças de cenários, etc, com cadeiras reclináveis para descansar e assistir aos filmes que passam em telões. Para terminar, subi na torre para apreciar a vista da cidade, com suas ruas extensas, parques e colinas. Para quem aprecia vistas panorâmicas, não pode deixar de subir na torre.

12

Mole Antonelliana

10

Vsta da torre Mole Antonelliana

Vista da torre Mole Antonelliana

Continuando o passeio e saboreando uma granita – uma espécie de raspadinha de gelo com sabor indispensável no verão – fui em direção ao rio Pó. Felizmente, fiz o trajeto pelas calçadas cobertas porque o sol estava realmente muito forte. O passeio é muito agradável, principalmente pelas belas imagens que o rio oferece.

6

Para visitar a última atração do dia, peguei o metrô e desci na estação Lingotto. Alguns passos depois eu estava na frente do belíssimo e moderno Museo Dell’Automobile Torino – Museu do Automóvel de Turim. A exposição, dividida em trinta salas, conta a história do automóvel. Entre as peças mais valiosas estão um carro a vapor, de 1854 e o primeiro carro Fiat de 1899.  O projeto do museu levou quatro anos e têm-se a impressão, única nesse tipo de museu, de que tudo está em movimento. A interatividade é uma das principais atrações do local. Sem dúvida, um ótimo passeio!

Museo_Nazionale_dell_Automobile

Fiat_Turbina_Museo_Nazionale_dell'Automobile_di_Torino

13452_To_MuseoAuto_1Urbanfile

Museu do Automóvel de Turim – Fonte: http://www.notizie.it

Realmente, o dia foi exaustivo, mas incrivelmente recompensador. Os turistas brasileiros raramente incluem Turim em seu roteiro, algo que deveria mudar imediatamente. A cidade oferece grandes passeios e ótimas atrações. Ao voltar para pegar o trem para Milão, encontrei uma charmosa pizzaria – Pizzaria Gennaro Esposito,  Vi Passalacqua 1/g – 1021 – e aproveitei para relaxar e me deliciar com uma pizza em uma verdadeira cantina italiana. Depois do dia em Turim, com certeza eu merecia 😉

A recompensa no final do dia: uma pizza deliciosa!

A recompensa no final do dia: uma pizza deliciosa!

Anúncios

Um comentário sobre “Meu dia em Turim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s