Cartão turístico para descontos – Vale a pena?!

A grande maioria das cidades turísticas da Europa possuem um cartão turístico. Com ele, você pode visitar várias atrações (listadas nos sites ou nas informações do cartão), descontos em lojas e restaurantes e, inclusive, acesso ilimitado ao transporte público da cidade. Como funciona? Há opções variadas e as mais comuns são para um ou três dias de duração. Paga-se uma quantia pelo cartão (Exemplo: o Paris Museum Pass custa 42 euros para 2 dias, 56 euros para 4 dias e 69 euros para 6 dias) e a duração inicia-se ao visitar a primeira atração turística. E a melhor: não é necessário ficar nas filas quilométricas para comprar o ingresso.

Ao analisar essas informações, a conclusão é imediata: é uma grande vantagem. Será mesmo? Abaixo, algumas das minhas experiências com os cartões turísticos:

– Paris – França: o preço do Paris Musem Pass é de 42 euros para 2 dias, 56 euros para 4 dias e 69 euros para 6 dias. É um dos melhores da categoria e fornece acesso as principais atrações da cidade, como o Museu do Louvre, Centre Pompidou, Arco do Triunfo, Museu d`Orsay, Museu Rodin e o Palácio de Versailles. No total, o cartão cobre quase 60 atrações turísticas. Ao ver as filas de Versailles ou do Louvre, você irá agradecer por tê-lo em mãos. Uma outra grande vantagem: é possível visitar as atrações mais de uma vez com o cartão durante a sua vigência. Vale muito a pena! Para saber mais: www.parismuseumpass.com

– Roma – Itália: O Roma Pass é um pouco diferente. Possui duas versões: o válido por 3 dias (36 euros), com direito ao transporte público (metrô, ônibus e trams durante a vigência do cartão), visitação a DOIS museus e descontos; e o válido por 48 horas (28 euros), com direito ao transporte público (metrô, ônibus e trams durante a vigência do cartão), visitação a UM museu e descontos. A grande vantagem é utilizá-lo para visitar o Coliseu, já que há uma passagem específica para entrar na atração para quem possui o cartão e, ao ver a fila para comprar o ingresso, você irá agradecer muito. Para saber mais: www.romapass.it

– Verona – Itália: o VeronaCard possui duração de 24h (18 euros) e o de 48h (22 euros). Com ele é possível visitar a Casa da Julieta (6 Euros), a Arena (10 Euros) e o Castelvechio (6 Euros), entre outras atrações. A soma dos ingressos das atrações mencionadas é de 22 euros. Nesse caso, o VeronaCard compensa. Agora, se você visitar apenas um ou, no máximo, dois locais, o valor do cartão será mais caro do que a soma dos bilhetes. Geralmente, os turistas gostam de passear por Verona, conhecendo seus parques e cafés e a utilizam como “ponto de parada” entre Milão e Veneza. Visitar todas as atrações listadas no cartão em apenas um dia é extremamente cansativo. Uma análise sobre a quantidade de atrações para visitar é primordial para a decisão de comprar o cartão ou não. Para saber mais: www.turismoverona.eu

– Florença – Itália: O Firenze Card é caro! Custa 72 euros e é válido por 72 horas (3 dias) e é admitido em 69 atrações. As duas maiores atrações da cidade (a Galeria Uffizi e a Galeria dell’Academia) custam 8 euros cada uma. Só para conhecer a Uffizi é necessário, no mínimo, meio dia e sobrará dois dias e meio para aproveitar a vigência do cartão. O diferencial é que não será necessário ficar na extensa fila para comprar o bilhete, mas essa vantagem desaparece ao comprar o bilhete pelo site (www.polomuseale.firenze.it). Nesse caso, acho desvantajoso. Para saber mais: www.firenzecard.it

– Barcelona – Espanha: o Barcelona Card é comercializado para 3 dias (45 euros), 4 dias (55 euros) e 5 dias (60 euros) e oferece acesso gratuito – e sem filas – para vinte atrações, desconto para outras atrações, lojas e restaurantes e acesso ilimitado ao metrô e ônibus durante a vigência do cartão. Para o turista que vai conhecer a cidade pela primeira vez não vale a pena! O motivo?! Nenhuma das grandes atrações é grátis com o cartão. A Sagrada Família, Casa Batlló e o Museu Picasso são alguns exemplos. O cartão dá acesso gratuito a alguns museus como o MACBA e CCCB (de arte contemporânea) e a Fundació Antoni Tapies, interessantes para quem já conhece o básico da cidade. Para saber mais: www.barcelonacard.org

Antes de comprar qualquer cartão turístico, analise a questão do tempo de permanência na cidade e as atrações que você deseja visitar. Ele pode ser uma grande vantagem econômica, sem a necessidade de aguardar horas em uma fila para comprar o bilhete, como também pode ser uma grande “pegadinha” de alto custo e desvantajosa. Planejamento e análise são importantes para encontrar a melhor resposta para sua viagem!

52c6678700a53

Paris Museum Pass. Fonte: http://www.parismuseumpass.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s