Dicas – Veneza

Finalizadas as informações sobre Veneza, vou repassar algumas dicas sobre a cidade:

– Quantos dias para ficar na cidade? A melhor resposta: o máximo que você puder. O ideal, para conhecer o básico, são três dias: 1º dia – para conhecer as principais atrações turísticas, como a Basílica de San Marco, a Ponte Rialto, etc, e dar uma volta com o vaporetto linha nº 1 para conhecer o Grande Canal; 2º dia – visitar um museu pela manhã, como o Ca’Pesaro, a Accademia ou o Museu Peggy Guggenheim e seguir, de vaporetto, para longe da parte turística mais movimentada; 3º dia – visitar as ilhas, como Murano, Burano, Torcello ou Giudecca.

– Quando ir? Visitei Veneza em duas estações: no verão escaldante de julho e no início do inverno em dezembro. No verão, todos os locais, ruas, restaurantes, etc, são abarrotados de turistas. É quase impossível tirar uma foto, sem comentar sobre o calor insuportável. No inverno, consegui ver Veneza sem quase ninguém nas ruas e nos pontos turísticos. O frio não era apavorante e apenas uma boa jaqueta bastou. Se fosse para eu voltar? Com certeza em dezembro!

– Sobre as ilhas Murano, Burano e Torcello: É perfeitamente viável conhecer as três ilhas em um dia. De Veneza a Murano, o vaporetto leva 40 minutos. De Murano a Burano, mais 30 minutos. E de Burano a Torcello, 10 minutos. Murano é uma mini-Veneza e, em minha opinião, a menos turística das três. As demonstrações nas fábricas de vidro são “interessantes”. Depois, eles levam você para as lojas da fábrica, onde os preços são exorbitantes. Um exemplo: vi um cavalo de vidro em Veneza por 20 euros. O mesmo cavalo em Murano estava 83 euros. E a visita ao Museu do Vidro?! Decepcionante! Burano foi paixão instantânea. É linda, charmosa e muito colorida. É, sem dúvidas, a melhor opção das três. Torcello é mais pitoresca, onde está a construção mais antiga da Laguna de Veneza, a Catedral de Santa Maria dell’Assunta. Para os amantes de História, vale a visita!

– Quase todos os restaurantes de Veneza oferecem menus com preços fixos, ou menus turísticos, com uma salada, um prato principal e uma sobremesa, sempre mais baratos que os pedidos a la carte.

– Compre o bilhete do vaporetto para a quantidade de dias da sua estadia. Exemplo: se você ficar três dias na cidade, compre o bilhete para três dias. Se você não usar um dia – o que é quase impossível – ainda fica mais em conta se você tiver que comprar um bilhete único. Há bilhetes combinados para a viagem até o aeroporto.

– Evite comprar ou comer qualquer coisa próximo aos pontos turísticos. Essa dica é válida para qualquer cidade no mundo, mas em Veneza ela é multiplicada por dez. Um café na Piazza San Marco pode chegar a custar 10 euros. Tomei um café bem longe da parte turística por apenas 1 euro. Lembre-se: há diferença de preços entre tomar o café sentado ou em pé, no balcão.

– O preço de um passeio de Gôndola é muito caro – pode chegar a 100 euros por meia hora. Lembre-se: se é um dos seus sonhos, faça! Mas você pode economizar alguns euros dividindo o passeio com outro casal. E não esqueça de acertar tudo antes de começar o passeio, como o preço, trajeto, etc. Os gondoleiros exigem o pagamento imediato e em dinheiro.

– Veneza não é uma cidade muito grande, 45 minutos a pé é o que basta para atravessar a ilha desde a Piazzale de Roma até a Praça San Marco. O que é quase impossível é você não se perder. A cidade parece um labirinto, mas há centenas de placas com informações de direções dos principais pontos turísticos.

– Como em qualquer cidade turística, há pessoas vendendo produtos falsificados, como bolsas da Prada, Louis Vuitton, etc. Se algum fiscal ver, a multa é para o vendedor e para o comprador. E lembre-se: mesmo que nenhum fiscal apareça, você pode ter problemas com a alfândega quando retornar ao Brasil.

– Acqua Alta: São as inundações em Veneza. É um fenômeno que ocorre com frequência devido as marés altas e a primavera. Um dos pontos mais atingidos é a praça San Marco. Infelizmente, não há como prever com exatidão quando irá ocorrer, mas várias medidas são tomadas para amenizar os problemas, como a instalação de passarelas. Alguns sites fazem algumas previsões, como o www.comune.venezia.it.

– Para tirar uma foto sem 1 milhão de turistas na frente, acorde muito cedo. De manhã, os monumentos estão – mais ou menos – livre do alvoroço dos turistas, principalmente a Piazza San Marco.

– Há milhares de lojas que vendem lembranças da cidade. Cuidado! A diferença de preço entre elas pode ser muito alta. Um chaveiro pode custar 1,50 euros em uma e 14 euros em outra (fato verídico). Lembrando que, cada vez mais próximo dos pontos turísticos, mais caro!

E assim termino as Informações e Atrações iniciais de Veneza. Nos próximos posts, relatarei sobre meus dias na cidade, com mais dicas e informações.

Anúncios

4 comentários sobre “Dicas – Veneza

  1. Oi Márcio, sou sua mega super fã! foi por causa do seu blog que me interessei mais em conhecer a Itália! E foi graças a você que minha organização da viagem foi super tranquila!! Segui quase todos os seus passos, e deu tudo muito certo!! Além de ter lido todo o seu blog, comprei seus dois livros, mas confesso que senti falta da descrição detalhada das outras cidades que você visitou além de paris, como você fez no livro da Itália!! Tem alguma previsão pra você nos contar mais detalhadamente como foram seus dias pela França aqui no blog? Estou aguardando ansiosamente!! A França já está nos meia planos!!
    Obrigada!!

    Curtir

    • Oi, Bruna, tudo bem? Fico imensamente feliz em saber que os blogs e os livros ajudaram em sua viagem. É muito importante saber esse retorno para seguir adiante 😉 Quanto ao livro de Paris, por ser editado e lançado por uma editora, segui as regras, senão o livro ficaria muito extenso, rsrs. Aguarde! Com certeza farei todas as descrições das cidades francesas que visitei aqui no blog, assim que terminar de revisar e publicar sobre a Itália! Agradeço suas visitas por aqui 😉 Abraços!

      Curtir

  2. Oi, bom dia, estou enlouquecida com seu blog, meu marido e eu estamos planejando nossas férias e seu blog E a cereja do bolo…kkk…vamos dia 9 e voltamos dia 29 de dezembro, desembarcaremos em Milão, se vc pudesse me dar umas dicas a mais, sobre oq fazer neste período ficarei muuuuito grata.
    Obrigado
    Bjs lita

    Curtir

    • Oi, Talita. Fico muito feliz que gostou do blog e somos “parentes” de sobrenome Jardim rsrs. Bem, todas as dicas e informações que eu poderia dar estão no blog. Tentei ser o mais fiel possível em todos os relatos. Espero que você aproveite muito sua viagem. Bjs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s