Relato – Martha Sousa – Paris

A Martha Sousa enviou o seu relato de viagem por Paris. Agradeço a sua contribuição que ajudará outros turistas a compor o seu roteiro. Para ver o seu relato publicado no blog, envie um texto de uma página e uma foto da sua viagem para o email toindopara@gmail.com.

Olá Márcio,

Aqui segue um resumo do meu roteiro por Paris. A minha viagem teve uma duração de 23 dias, mas irei me concentrar em Paris, onde estive por 9 dias em outubro/novembro de 2014.

Passagem: Comprei pela CVC, pois prefiro a opção de parcelamento no boleto. O valor foi de R$ 2880,00 para os seguintes trechos: Sp – Lisboa, Lisboa-Madri, Barcelona – Paris e Paris – SP. Desembarquei em Orly e aqui fica uma dica. Havia pesquisado como ir do aeroporto para a cidade, mas chegando lá no balcão de atendimento ao turista, a atendente nos ofereceu um shuttle por 13 euros por pessoa, e ele nos deixaria no hostel. Negócio fechado na hora. Eu estava com mais dois amigos e também um outro casal fechou o transfer. Além disso já adquirimos o Paris Museum Pass e os tickets de metrô.

Hospedagem: Fiz a reserva através do Booking.com e optei pelo hostel St Christopher Inn Canal. Ele não fica próximo a pontos turísticos, mas está localizado perto de duas estações de metrô e também de um mercado Monoprix.

Alimentação: Não anotei o nome do restaurante que jantamos, mas os preço não foi exorbitante. Na maioria das vezes faziamos lanches rápidos na rua, pois não queriamos perder tempo. Os crepes são divinos e valem a pena. Além disso, aproveitamos a proximidade com o mercado para comprarmos queijos, vinhos e etc…Recomendo tomar um chocolate quente no Angelina que fica na Rue de Rivoli. O lugar é muito bonito e o chocolate espesso e delicioso.

Passeios:

• Giverny – Comprei o ingresso pela internet com medo de ter muita fila, mas estava bem tranquilo, por ser fora de temporada. O trem para Giverny sai da estação Gare Saint Lazare. Compramos no guichê com a atendente que foi muito simpática e nos explicou tudo. O sentido do trem é Rouen e tivemos que descer em Vernon. Na ida não foi necessário convalidar o bilhete nas máquinas amarelas que ficam na estação, mas o bilhete da volta deveria ser convalidado, pois estava com a data em aberto. Se o fiscal pegar o passageiro com ticket sem estar convalidado vai cobrar uma multa pesada. Chegando em Vernon, ao sair da estação já avistamos os ônibus que nos levaria Giverny ,que fica a uma distância de uns 15 minutos. O ticket do ônibus pode ser comprado com o motorista e custou 8 euros ida e volta. Após desembarcarmos do ônibus, caminhamos um pouco e chegamos na casa e Jardins de Monet. Valeu a pena!!

• Londres – Muitos são contra, mas fiz um bate e volta a Londres a partir de Paris. A passaem do trem foi comprada no site da Rail Europe. É cansativo, mas foi interessante pisar na terra da rainha. É preciso ter uma boa programação para não perder tempo pesquisando as atrações.

Versalhes – Lugar lindo e inesquecível. É necessário pegar ao Rer C e descer na estação Versailles Rive Gauche. Da estação ao Palácio são uns 10 minutos de caminhada. Imprescindível visitar os jardins e a aréa da mini fazenda da Maria Antonieta. Com o Paris Museum Pass não é necessário pagar a entrada.

• Torre Eiffel – Não comprei pela internet, pois queria ter certeza que estaria um belo dia. Ficamos uns 40 minutos na fila apenas. Vale muito a pena a subida, ainda mais se der sorte de pegar um lindo dia de sol. O valor para subir até o último pavimento foi de 15 euros.

• Hotel Invalidez – free com o Paris Museum Pass. O museu é sensacional. Para mim já valeu a visita só pelo documentário do Charles de Gaulle, que assistimos logo no ínicio da visita. O Gran finale é a visita ao túmulo de Napoleão. Estupendo e imponente!

• Louvre – Free com Paris Museum Pass – O prédio, as obras, tudo é magnífico. Fiquei 4 horas e consegui ver apenas 2 pisos. Logo que entramos nos dirigimos a ala onde encontra-se a Monalisa. Foi possível tirar fotos e o salão não estava cheio. Um mapa é de grande valia e recomendo a eleger as obras de maior interesse, pois realmente ver tudo é cansativo. O ideal seria dividir a visita em dois dias.

• Pont d´Arts – Ponte do Amor – É gostoso passear pelo local, ver os cadeados e imaginar tantas histórias de amor….

• Saint Chapelle – Free com Paris Museum Pass – Belíssimos vitrais.

• Concergerie – Free com Paris Museum Pass – É o local onde Maria Antonieta ficou presa antes de ser guilhotinada. Vale pela história, mas não considero imprescindível.

• Notre Dame – Belíssima igreja. Não consegui subir para ver as gárgulas, pois o horário já havia encerrado. A entrada para subir ao topo fica do lado direito, estando de frente para a igreja.

• Sacre Crouer – A igreja é muito bonita, mas no trajeto até o topo deve-se evitar o assédios das pessoas que ficam tentando amarrar umas fitas no pulso, pois depois eles querem dinheiro dos turitas. Conseguimos passar ilesos, pois nos juntamos a uma turma de japoneses que estavam subindo.

• Place Du Tertre – Uma praça bem agradável com artistas, restaurantes e lojas de souvenirs.

• Escultura do homem saindo da parede – Fica localizado na Place Marcel Aymé. Vale a visita se estiver perto da Place du Tertre.

• Mouling Rounge e Café de Amelin – Apenas passei, tirei foto e segui.

• Arco do Triunfo – Free com Paris Museum Pass. Para mim, outro símbolo incontestável de Paris, depois da Torre. Vale a subida e admirar a Champs e a torre Eiffel ao longe.

• Igreja de Madeleine – localizada próximo a Place Du Concorde. Foi construída em estilo clássico grego a pedido de Napoleão. Na ida ou na volta é possível dar uma passadinha na loja da Laduree e se deliciar com os macarrons.

• Museu Orangerie – Free – Museu onde encontra-se o quadro das Nynpheas do Monet. Está localizado no Jardim de Tulherias.

• Museu D´Orsay – Free com o Paris Museum Pass – O museu está instalado em uma antiga estação e a disposição das obras o torna muito harmonioso e moderno. Adorei este museu.

• Ponte Alexandre III – É uma belissima ponte localizada próximo a Rua que dá acesso ao Museu Invalidez. Rende belas fotos, ainda mais se for em um fim de tarde ensolarado.

• Jardim de Luxemburgo – ótimo local para fazer uma pausa entre um passeio e outro.

• Pantheon – está localizado bem próximo do Jardim de Luxemburgo. O local abriga o pêndulo de Foucault, que é um aparelho que serve para demonstrar experimentalmente o fenômeno astronômico da rotação da terra, e também abriga tumbas de homens ilustres como Victor Hugo, Voltaire, Alexandre Dumas entre outros.

• Passeio pelo Sena – Recomendo a fazer este passeio no início da estada em Paris, para já se localizar geograficamente na cidade. Há audio em Espanhol e Inglês. O passeio custou 14 euros.

• Galeria Lafayette – É um local de pura ostentação, mas que merece uma visita. Se você for um viajante abonado, poderá deixar pequenas fortunas por lá.

• Rue de Rivoli – Rua que fica próximo ao Louvre e onde há uma oferta significativa de lojas de souvenirs a preços camaradas.

leitor 1

Martha na Notre Dame.

Anúncios

2 comentários sobre “Relato – Martha Sousa – Paris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s