Meu dia em Pompeia

Informações Práticas:

Hospedagem: Hotel La Meridiana – Via Bernardino Rota 1 – 80067 Sorrento. No post Minhas hospedagens na Itália, comentei sobre todos os hotéis que fiquei no país, com informações e dicas.

Quanto gastei no dia? 118,45 Euros (34,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 69 Euros, dividida por dois viajantes; 35,50 Euros com as passagens de trem compradas antecipadamente Roma/Nápoles/Pompéia/Sorrento; 11 Euros com as atrações turísticas; 37,45 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10):  8, pelo valor histórico do local 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post: Informações e atrações de Pompeia

O trem para Nápoles sairia da estação Termini, em Roma, muito cedo: 6h45. Assim, deixei todas as malas organizadas na noite anterior. Seguiria para a minha próxima Cidade-Base: Sorrento. Para aproveitar a viagem, inseri Pompeia, que fica entre as cidades. Ao chegar à estação central de Nápoles, procurei pela estação Circumvesuviana (informações e atrações sobre Pompeia AQUI). Na bilheteria, comprei o bilhete de trem em direção à Sorrento.

A viagem foi muito cansativa e o trem estava muito sujo e danificado. Sem contar a falta de elegância dos turistas: pessoas passando na sua frente, pisando no seu pé, malas por cima da sua cabeça, etc. Uma imensa bagunça! Ao sentar – o que foi uma tarefa muito difícil – pensei que poderia apreciar a vista. Ledo engano! Lugares sujos, malcuidados e com várias pilhas de lixo. Assim que a estação Pompei Scavi – Villa dei Misteri surgiu, sai do trem apressadamente.

pompeia 5

Para caminhar e conhecer calmamente as ruínas, deixei as malas na estação. Em todas as estações de trem na Itália há locais para guardar as bagagens, o que é uma excelente opção para não carregar peso. Ao sair, três homens me ofereceram o passeio para o Vesúvio. Como não era do meu interesse, segui em direção à bilheteria das ruínas. A fila andou rapidamente e, em poucos minutos, já estava no interior do complexo.

pompeia 6

pompeia 4

Na minha pequena mochila estava o meu “kit de sobrevivência”: boné, óculos escuros, protetor solar, água e um pequeno guarda-chuva… Guarda-chuva? Isso mesmo! Aprendi com os orientais. Durante o verão, o sol na Europa é muito forte. Para evitar insolação e grandes queimaduras devido as demoradas esperas em filas ou passeios a céu aberto, abra um guarda-chuva. Uma dica que você irá agradecer.

pompeia 6

pompeia 7

O passeio é extenso (uma média de três horas) e pode ser cansativo. E, como em Veneza, se perder por entre as pequenas ruas é muito fácil. Seguindo as orientação das placas, visitei a Casa do Fauno, o Templo de Apolo, a Casa dos Vetti, Termas, o Teatro Grande

pompeia 3

Pompeia 2

As pinturas, os afrescos e o tamanho do complexo impressionam, bem como as construções muito bem preservadas. Mas o que ficou marcado em minhas recordações foram os corpos preservados dos habitantes da cidade. As suas posições (de proteção, curvas e encolhidas) repassam, ainda que séculos depois, o desespero da morte iminente. Ao olhar para o relógio, vi que já estava na hora de seguir viagem para Sorrento. Retornei para a estação e, enquanto aguardava o trem, observei uma menina chorando e dizendo, em inglês, para a mãe que ela não gostaria de ver pedras…

pompeia 8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s