Quantos dias para viajar

Após definir a época do ano, é necessário analisar a duração da sua viagem. Nesse momento, um pensamento surge em sua mente: “Agora vou saber quantos dias devo ficar para aproveitar ao máximo.” Aviso antecipadamente que não vou responder essa questão. Tudo depende dos seus objetivos.

E nesse ponto se inclui mais um fator importante: quantos dias disponíveis há para viajar. Sua intenção: ficar trinta dias. Mas o seu chefe liberou somente vinte… E agora? Você não vai? Claro que sim!

Se o período for menor que dez dias e você não possui uma excelente condição financeira, um conselho: não viaje. Aguarde e economize para acrescentar mais alguns dias no roteiro. Afirmo isso baseado em uma grande justificativa: o valor da passagem é muito alto e não compensa viajar por um período pequeno, mesmo pagando-a em doze vezes. Pelo custo, a permanência deve ser de, no mínimo, quinze dias.

São necessários, em média, de doze a quinze dias para conhecer o básico de um país. Entende-se por básico a capital e duas cidades grandes ou a capital, uma cidade grande e duas pequenas, próximas uma da outra. Mas vamos partir do pressuposto de que não há nenhuma ideia de como organizar o período da sua viagem. Excluindo a opção número um – o máximo de tempo – vamos a outras opções:

Sendo o período menor que trinta dias e há a flexibilidade de escolher em qual mês, tente encaixar juntamente com um grande feriado. Exemplos: marque seus dias na primeira segunda-feira após a sexta-feira santa. Com isso, há um ganho de mais três dias ou analise a possibilidade de emendar com o carnaval. Nesse caso, fique atento à estação do ano que será no país de destino.

Nunca conte os dias de partida e de retorno da sua viagem. Exemplo: se o período for de quinze dias para viajar, o roteiro deve ser de treze dias. Inserindo esses dias no roteiro – com atrações turísticas –, pode-se perdê-los devido a atraso de aviões, cansaço ou inchaço dos pés. Deixe como “dia curinga”. Ocorrendo um milagre (aviões no horário e uma grande disposição) aproveite para conhecer a cidade, andar pelas ruas, sentir o clima e conhecer os lugares ao ar livre, como praças, parques e jardins.

Existem cidades pequenas que podem ser visitadas em um único dia, mas é necessário saber quais são e, principalmente, como chegar e o tempo de deslocamento. Sei que um pensamento insiste em martelar nossos cérebros nesse momento: “Já que estou indo, quero conhecer o máximo de cidades possíveis.” Fuja dessa armadilha mental! Monte seu roteiro com poucas cidades para conhecê-las calmamente, desfrutando de tudo o que elas possam oferecer. Esse é um dos prazeres em viajar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s