Definições: Cidades-Base e Cidades-Satélites

Uma breve definição desses elementos:

CBs – Cidades-Base: São aquelas onde você irá se hospedar. Os turistas costumam usar a expressão “cidade onde vou montar base”. Geralmente são as cidades maiores, com várias opções de hospedagem, diversas atrações e variados meios de transporte, principalmente aeroportos. É da CB que você irá conhecer as CSs.

CSs – Cidades-Satélite: São as cidades menores, que podem ser visitadas em um dia ou até mesmo meio dia (os chamados bate-volta – viagens rápidas). Na maioria das vezes são locais que estão ao redor das grandes metrópoles ou cidades muito pequenas, onde as opções de hospedagem são menores.

Ao definir a época em que será a viagem e qual a sua duração, chegou a hora de escolher quais cidades farão parte do seu roteiro. É um rascunho inicial e as pesquisas prévias são inevitáveis. Dica inicial: consulte vários sites, guias e livros. Nesse ponto, a preferência pessoal é o fator de decisão: capitais, cidades pequenas ou praias.

Durante essa fase é interessante conversar com pessoas que já conheceram o seu país de destino. É um excelente campo para pesquisa. Porém, para escutar e ler opiniões de outros viajantes, é necessário um senso crítico para avaliar os pontos abordados. Todos nós enfatizamos os lugares e coisas que mais nos agradam. Frases como: “Não vá para aquela cidade, porque não tem muita coisa para ver…” ou “Como assim? Você não vai para a aquela cidade?” são sempre usadas. Faça suas escolhas de acordo com a sua vontade. Se você quiser visitar um local que a grande maioria aconselhou a não ir, vá e ponto final. É a sua viagem!

Após a escolha das cidades, comece a definir quais serão suas CBs e e CSs. A sua primeira CB será a entrada no país. Exemplo: Paris. Para auxílio, compre um mapa da França (ou imprima da internet) e utilize para traçar rotas, fazer anotações, marcações e identificar distâncias. Há programas específicos na internet para essa função, como o Google Maps, um dos mais utilizados.

Fique atento durante a definição da cidade de chegada e partida do país. Pode-se escolher a mesma para as duas funções ou cidades diferentes. Uma dica: a segunda opção é mais interessante. Assim, há economia de tempo e dinheiro, pois não é necessário voltar para o aeroporto de chegada se o seu trajeto pelo país é uma linha reta, por exemplo. Cuidado: na maioria das vezes, essa opção pode deixar a passagem mais cara. Consulte!

Após definir a primeira CB, deve-se iniciar a busca pelas outras cidades escolhidas no mapa. Preste atenção, pois suas escolhas devem seguir uma rota uniforme, ou seja, deve-se iniciar de um ponto e seguir em frente. Exemplos: 1) na minha viagem para a Itália, segui uma linha reta, partindo de Milão e terminando em Nápoles; 2) no meu percurso pela França, iniciei em Paris e contornei o país, finalizando em Paris novamente.

Exemplo de como traçar seu trajeto: sendo Paris sua primeira CB, suas CSs poderão ser o Rouen ou Amiens. Não localizou nenhuma CS nas proximidades da sua base? Vá para a segunda CB e assim sucessivamente, até finalizar a quantidade de dias e as cidades da sua viagem. Alguns detalhes: sobraram dias? Faça uma nova pesquisa ou deixe mais tempo para as cidades maiores. Faltaram dias? Provavelmente você escolheu muitas cidades ou deixou muitos dias para cada uma. Revise!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s