Dicas para economizar em sua viagem!

O sonho de todos: viajar gastando pouco – ou nada. Mas se você não faz parte da sonhada segunda opção, veja abaixo algumas dicas simples que podem diminuir os gastos da sua viagem (as dicas são comprovadas em minhas viagens internacionais):

1 – PLANEJAMENTO: Sempre! Essa é imprescindível e quem não planeja gasta muito mais. Inicie com muita antecedência as pesquisas sobre os países que estarão incluídos em sua viagem, as cidades, as atrações turísticas e – principalmente – sobre a cultura. Adquirindo conhecimento, você estará pronto para desfrutar de tudo o que as cidades podem oferecer, com um bom roteiro e – o melhor – gastando muito pouco.

2 – HOTÉIS: Quanto maior for a antecedência da reserva, menor será o gasto com hospedagem. Já reservei hotéis seis meses antes de viajar. Assim você terá grande oferta de locais com preços competitivos. Utilize os sites de buscas para comparar os preços, como o Booking, Trivago, Venere, entre outros. A diferença entre eles pode ser alta. Já encontrei o mesmo hotel, mesmo quarto e mesmo período com diferença de 60 Euros na diária. Pesquise! Lembre-se: é necessário um hotel limpo, próximo das atrações ou da estação de trem e confortável. Dispense o luxo!

3 – PASSAGEM AÉREA: Ao decidir que vou viajar, o meu primeiro passo é comprar a passagem aérea. Vejo todas as rotas, faço várias pesquises em sites e agências de turismo. Parcelo no meu cartão de crédito e, na hora do embarque, já estou com ela quitada. Existem até ferramentas na internet para encontrar passagens mais baratas. Algumas pessoas deixam para comprar mais próximo da viagem para – quem sabe – encontrar alguma oferta relâmpago. Ainda sou adepto do ditado que “o seguro morreu de velho” e prefiro comprar antes porque, ao se aproximar da data da viagem, o valor da passagem aumenta. Uma dica: preste atenção nas taxas de embarque e taxas de serviço (se adquirir em agências). Se for necessária uma conexão (por exemplo: viagem para Paris, com escala em Madrid, na Espanha), veja a possibilidade de ficar alguns dias na cidade/conexão, com a passagem no mesmo valor. Assim, você poderá conhecer mais uma cidade!

4 – ORÇAMENTO: Ao planejar os seus gastos durante cada dia da viagem (veja como planejar AQUI), não ultrapasse e esqueça o cartão de crédito! Caso houver abusos em um dia, lembre-se de compensar em outro. Assim, você não terá surpresas desagradáveis e não pagará, durante meses, as despesas da viagem.

5 – MERCADOS: Essa dica é universal. Em qualquer lugar do mundo, os alimentos vendidos em mercados são mais em conta que em lanchonetes e restaurantes. Um exemplo: já comprei uma garrafa de água em um mercado em Veneza, pagando 0,25 centavos de Euro. A mesma água estava à venda na Piazza San Marco por inacreditáveis 6 Euros (com esse valor, era possível comprar 24 garrafas no mercado). Também são ótimas opções para almoçar ou comprar lanches. Na Suíça, o almoço saboroso em um mercado custava, em média, menos da metade do valor de um prato em um restaurante simples. Queijos, vinhos, petiscos, etc, tudo o que você pode adquirir e montar lanches ou cestas de piqueniques.

6 – TRANSPORTE PÚBLICO: Pesquise sobre os deslocamentos na cidade através de ônibus ou metrô (se houver), principalmente do aeroporto para os centros urbanos. Regra universal: táxi é sempre mais caro.

7 – VIAGENS ENTRE PAÍSES: Principalmente na Europa, viajar de um país para o outro é muito rápido. Grande parte dos turistas utiliza trens, mas avalie se com companhias aéreas low cost o preço não fica mais convidativo. Às vezes, a passagem de avião fica mais em conta se comparada com a de trem, sem contar no tempo economizado na duração da viagem. Se a viagem for de grande duração, opte por viajar durante à noite. Assim, você economiza uma diária de hotel.

8 – VIAJAR ACOMPANHADO: Dividindo as despesas, como hotel e alimentação, os gastos gerais ficam menores. Lembre-se de convidar alguém com quem você se relacione muito bem, para não ocorrer desentendimentos desagradáveis durante a viagem.

9 – ROTEIRO: Um roteiro bem planejado é uma das “armas” contra os gastos excessivos. Sem contar que ele auxilia a otimizar o tempo. Veja sobre os horários de abertura, o dia da semana em que a atração estará fechada, valores, etc. Imagina você gastar com transporte e utilizar um grande tempo para chegar a um local fechado?!

10 – CAFÉ DA MANHÃ: Dispense o café da manhã dos hotéis. Geralmente são caros e, todos os dias, são oferecidos os mesmos alimentos. Procure pequenas padarias ou lanchonetes. O preço será menor e a variedade muito maior. Dica: o preço será menor ainda se você comprar em mercados.

11 – LEMBRANÇAS DE VIAGENS: Antes de comprar dezenas de “lembrancinhas”, faça como eu: olhe para elas e pense “realmente vou ocupar isso ou vai ficar na estante como depósito de pó?”. Os valores – pequenos – no final da viagem podem gerar um grande gasto. Para amigos ou familiares, compre em locais afastados dos pontos turísticos. A diferença de preços é enorme. Aliás, tudo ao redor dos pontos turístico é muito mais caro!

12 – PASSEIOS A PÉ: Nada melhor do que conhecer uma cidade caminhando pelas suas ruas. Além de descobrir segredos que não estão em guias turísticos, você economiza no transporte.

13 – BAIXA TEMPORADA: Atualmente, a diferença entre alta e baixa temporada não é muito significativa, mas ainda pode influenciar nos gastos gerais. Avalie a melhor época para viajar.

14 – O MAIS BARATO NEM SEMPRE É A MELHOR OPÇÃO: Uma passagem de trem, com várias conexões, sairá mais em conta do que uma com trajeto direto. Mas a duração da viagem é maior! Avalie se não é mais vantajoso aproveitar o tempo do que economizar poucos Euros.

15 – CARTÕES TURÍSTICOS: As cidades turísticas oferecem cartões com várias vantagens. Paris, por exemplo, possui o Paris Museum Pass, que garante a entrada em várias atrações por um preço reduzido. Lembre-se: avalie se realmente é vantagem comprar o passe ou comprar os tickets separadamente. Os cartões são excelentes para economizar quando se utiliza todos os seus benefícios ou grande parte deles. Há alguns que está incluída a utilização dos transportes públicos, como ônibus ou metrô.

16 – DIA E HORÁRIOS GRATUITOS NOS MUSEUS: Dependendo do museu, em seu regulamento poderá ter um dia na semana, ou um dia no mês ou em datas especiais onde a entrada é gratuita. Uma ressalva: lembre-se que, como é gratuito, sempre estará lotado de turistas!

17 – POUPANÇA: Decidiu que vai viajar? Comece uma poupança. Evite gastos excessivos, os supérfluos e fuja das liquidações. Reduza ao máximo as suas despesas e acredite: vai valer muito a pena!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s