Meu dia em Cortona

Informações Práticas:

Hospedagem: Locanda di Firenze – Via Faenza 12, San Lorenzo, 50123 Florença. No post Minhas hospedagens na Itália, comentei sobre todos os hotéis que fiquei no país, com informações e dicas.

Quanto gastei no dia? 73,60 Euros (24,50 Euros com a diária do Hotel – diária de 49 Euros, dividida por dois viajantes; 18,20 Euros com passagens de trem – Firenze/Arezzo/Cortona; 4 Euros – táxi; 26,90 Euros na cidade, com refeições, lembranças, etc)

Nota turística (de 0 a 10): 10 😉

Para saber sobre a cidade, veja o meu post: Informações e atrações de Cortona

A Toscana é uma das regiões mais ricas do mundo em cultura e paisagens belíssimas. Cidades que parecem “estacionadas” no tempo proporcionam momentos inesquecíveis. Cortona é uma delas. Uma comuna italiana pertencente à província de Arezzo, essa pequena jóia se localiza no topo de uma colina. Cercada por muralhas, Cortona foi habitada pelos etruscos, o que enriqueceu toda a sua história de desenvolvimento e arte. Como a sua vizinha Arezzo, a cidade “apareceu” no mapa devido a uma grande escritora – Frances Mayes – que descreveu em seu livro “Sob o Sol da Toscana” as suas aventuras ao comprar e reformar uma casa na região.

Como eu estava em Arezzo, a viagem até Cortona foi muito rápida. Em vinte minutos eu estava na cidade. Por estar no alto de uma colina, um ônibus de turismo leva os turistas até a porta de entrada. O ponto do ônibus é em frente à estação. Um pequeno detalhe: era domingo e o ônibus, nesse dia, faz apenas duas viagens: uma de manhã e a outra no final da tarde. Solução: encontrar outros turistas para dividir um táxi.

Um ditado de avó diz que “nada na vida acontece por acaso”. Devido ao imprevisto do ônibus, conheci a Sarah, uma americana loiríssima que dividiu o táxi comigo. Durante o percurso, conversamos muito e ela me contou a sua história de vida. Ela trabalhava na bolsa de valores em Nova York e sua rotina era uma loucura. Para realizar o sonho da sua mãe, ela a acompanhou por uma viagem pela Itália e se encantou pela vida pacata dos italianos que vivem nas pequenas regiões. Visitando uma pequena adega de vinhos, conheceu o Roberto. Uma paixão fulminante mútua.

cortona 5

Sarah conheceu a família do Roberto e sua pequena vinícola, que era do seu tataravô. A família planta em suas terras para o seu sustento, se reúnem no final de tarde para conversar e se divertir e fazem todas as refeições em uma grande mesa na varanda da casa. Ao ir embora, Sarah sentiu uma tristeza enorme e passou algumas semanas em Nova York deprimida. Um dia, ao acordar, tomou uma decisão: ligou para o Roberto, vendeu os seus pertences e foi morar na Itália. Após o casamento, ela ficou responsável pelo plantio das uvas e compartilha a felicidade da família.

Quando ela terminou, já estávamos na porta de entrada da cidade. Não me contive e fiz a pergunta: “Você se arrependeu?”. A resposta não poderia ser melhor: “Quando encontramos a felicidade plena, sua vida, que parecia uma equação geométrica gigantesca, torna-se uma simples continha de soma”. Foi inevitável comparar a história de Sarah ao livro Sob Sol da Toscana. Timidamente, ela respondeu: “Claro, já me falaram isso diversas vezes. Inclusive você está em frente à famosa praça que aparece no filme. Lembra dela? Bem, venha comigo que vou comprar o passe para o ônibus para voltar para a estação no final da tarde. Não podemos deixar para comprar na última hora, porque não haverá lugares”. Entramos em uma tabacaria, compramos o passe, me disse algumas dicas para visitar a cidade e nos despedimos.

cortona 3

Ainda empolgado com a narrativa de Sarah, segui para conhecer a cidade. Iniciei pela Piazza della Repubblica, onde está o Palazzo Comunale, a prefeitura da cidade, a Torre do Relógio e o Palazzo del Capitano del Popolo, antiga residência do cardeal Passerini. Procurei um restaurante para almoçar e encontrei um muito elegante na praça. Para acompanhar, um delicioso vinho Chianti, que foi degustado enquanto eu admirava os detalhes da praça.

cortona 7

cortona 6

Próximo a Piazza della Repubblica, encontra-se a Piazza Signorelli, onde situa-se o Palazzo Casali, atualmente sede do Museu dell´Academia Etruscawww.cortonamaec.org – e o charmoso Teatro Signorelliwww.teatrosignorelli.it . As igrejas são pequenas e evocam uma simplicidade requintada. Santa Maria Nuova e Santa Maria delle Grazie são dois exemplos da Renascença. O Duomo da cidade é dedicado à Virgem Maria e foi construído sobre as ruínas de um templo pagão. Já a antiga Igreja de Jesus abriga o Museu Diocesano de Cortonawww.diocesiarezzo.it. Para terminar o roteiro, visitei a Basílica di Santa Margherita, construída sobre as ruínas de uma igreja dedicada a San Basilio (imagem abaixo).

cortona 2

Passando pela Via Nazionale, encontrei uma deliciosa gelateria: a Dolce Vitawww.gelateriadolcevita.it – e comprei um gelato de chocolate. Estava quase no horário para o ônibus chegar. Assim, fui em direção a Piazza Garibaldi – local onde está o ponto de ônibus – e fiquei deslumbrado com a vista. Alguns minutos depois, contemplando aquela imagem maravilhosa, a Sarah chegou. Estava muito feliz, pois conseguiu negociar um grande lote de vinhos e apresentar o produto para novos comerciantes. No ônibus, continuamos a nossa conversa prazerosa e recebi um convite: conhecer a vinícola e sua casa, que fica entre Arezzo e Cortona. Infelizmente, agradeci o convite. Não poderia devido a minha programação de passagens de trem e meu roteiro. Recebi um grande abraço e, como ela mencionou: “O convite está feito. Você poderá me visitar quando quiser…” Na volta para Florença, admirando a paisagem que corria rapidamente, pensei: “Sarah… quem sabe um dia não seremos vizinhos?!”

cortona 4

Vista da Piazza Garibaldi… Exuberante!

Para informações e atrações de Cortona, clique aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s